Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Indignação

INDIGNAÇÃO

É essa a palavra que tenho a dizer, pois nós mães de autistas temos que ver o tempo passar e se quisermos ver nossos filhos, viver com dignidade temos que brigar com o mundo, para que isso aconteça.
Pois bem vou relatar o que acontece comigo e tenho certeza  que com muitas mães:
Temos plano de saúde que não cobre terapeuta,fono, psicóloga enfim só uso para ir ao pediatra que um dia me questionou o autismo do meu filho, e disse que estava fazendo tudo errado com ele,bem se ele que é médico, e que por varias vezes reclamei de varias coisas para ele não soube pelo menos suspeitar,e depois do diagnóstico ainda me tratou como uma mãe desleixada,chegando a me humilhar, então para que plano de saúde.
Depois a criança tem direito a educação, coisa que também não acontece, pois o minicipio não tem preparação para atender qualquer criança com deficiência,algumas  até estudam na rede e é atendida 3 vezes por semana por uma professora de educação especial, pera ai isso é inclusão, pelo que sei essa criança tem direito a um cuidador ou mediador escolar e se for preciso os dois e isso tbm não existe, então temos que pagar escola particular.
Depois meu marido sem emprego vou recorrer ao LOAS que me é negado, pois a minha renda passou de 1/4 do salário mínimo,gente em que mundo estamos, os municípios também tem que aderirem a programas de governos para poderem ter esse tipo de atendimentos para nossas crianças, não tenho nenhum tipo de atendimento multi disciplinar na minha cidade, pois já fiz 2 avaliações na APAE daqui na primeira me foi negado,e a segunda foi feita no começo do ano e até agora nada.
Se o meu filho está evoluindo é graças aos meus esforços e a minha garra, pois se não fosse isso hoje ele não estaria lendo,e também pela tia Matê que se dedica 3vezes por semana para poder ensina-lo, por isso temos que informar a todos sobre seu direitos, vou postar alguns vídeos https://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=f4wUBBF7pl4
                 

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Nessa segunda dis 5 maio fomos para São Paulo no HC passar em consulta com a Dr Evelyn, ela disse que ele está bem, mais se preocupou quando disse que estou pensando em mudar ele de escola, pois meu marido está desempregado e está difícil de pagar a escola,estou esperando a resposta da educação, e terá que ser aos poucos essa mudança, vamos ver como será.
Essa semana pensei muito sobre os autista e principalmente os asperger, pois na consulta em SP fiquei observando as crianças que lá estavam, cada um tinha um jeito diferente do outro, e como são inteligentes os que são verbal, se as escolas fossem preparadas para poderem tirar o que eles tem de melhor, formariam gênios no que gostam, pois um menino de 12 anos,a mãe me contou que ele quer aprender línguas,e se isso acontecer ele será um grande tradutor ou algo parecido.
No caso do meu ele com certeza será biólogo ou paleontólogo,então acho que se soubessem explorar o foco deles, nossa iriam longe.
http://educacao.uol.com.br/noticias/2014/05/06/justica-decide-que-aluna-com-sindrome-de-down-deve-ter-professor-exclusivo.htm?fb_action_types=og.recommends&fb_source=aggregation&fb_aggregation_id=288381481237582
Gostaria que vcs pais vejam essa matéria sobre uma inclusão feita judicialmente por um pai de uma menina com síndrome de Dow, será que para podermos ter os direitos dos nossos filhos garantido teremos que fazer o mesmo?